8 dicas para você render mais na academia

8 dicas para render mais na academia

Em algum momento da vida de um homem esportista, a monotonia ao malhar aparece. É difícil permanecer constantemente motivado na academia de musculação quando sua vida está atarefada ou você tem outros interesses que tirem seu foco.
Se souber tornar seu treino mais interessante, pode reagir e finalmente alcançar seus objetivos físicos. Aqui estão ótimas técnicas – e testadas – para evitar a monotonia na academia.

1– Inverta a ordem de seus exercícios

Esta é uma dica ótima não só para combater a monotonia na academia, mas também para desafiar a si mesmo. A rotina típica consiste em começar com os maiores levantamentos, e depois ir para exercícios isolados. Nas próximas sessões, faça o contrário. Isto vai utilizar o princípio da pré-fadiga no seu treino. Quando você começar os levantamentos, já vai ter usado os músculos, e terá que fazer mais esforço.
Um pequeno cuidado aqui: possivelmente você terá que erguer menos peso, e é sempre bom ter alguém por perto, caso os músculos falhem.

2– Faça um “cardio-circuito”

Se seu objetivo maior é perder gordura, não é novidade que você precisa de exercícios aeróbicos. Ao invés de permanecer horas no mesmo aparelho, troque em intervalos de 10-15 minutos. Saia da esteira e vá para o transport, depois para a ergométrica, e por aí vai. Isto não só tornará seu exercício aparentemente mais curto, como evita o sobretreinamento e aumenta a variedade de músculos utilizados.

3– Faça do seu treino um desafio

A melhor forma de dar um gás no seu treino é desafiar algum colega de malhação. Aposte com ele quem vai atingir um certo objetivo primeiro, como aumentar algum peso em 20%, correr sete km em menos tempo, e ficar em cima de uma bola daquelas de academia sem ajuda para se equilibrar. O perdedor paga um jantar.

4– Entre em alguma competição

Além de desafiar um amigo, você pode procurar algum evento organizado, como uma corrida, ou campeonato. Isto vai te forçar a atingir suas metas físicas e evitar os deslizes eventuais.

5– Leve para o ar livre

Às vezes, o confinamento na academia pode incomodar. Se for este o caso, leve os exercícios para fora. Definitivamente não é necessário ter pesos e aparelhos para um bom treino de musculação. Tente exercícios que utilizem o peso do corpo, como flexões de braço, saltos, subir degraus, agachamentos, todos em circuito, enfim, séries que criarão sobrecarga e estímulo para seus músculos.

6– Treine objetivando a força

Muitos homens têm a idéia fixa que devem fazer 8-12 repetições de exercícios para obterem grandes músculos. Não é a forma mais adequada de treinar, pois além de levar à monotonia, também condiciona o desenvolvimento muscular a um platô.
Após completar um ciclo de 6-8 semanas da sua série, tente mesclar algum ganho na força. Aumente bastante o peso e tente uma série de 2 a 5 repetições. A variedade vai ajudar você a progredir e provavelmente te deixará surpreso quanto ao seu aspecto físico dali a algumas semanas com esse treino.

7– Faça um intervalo

Às vezes, a monotonia ao malhar é um sinal para dar um tempo. O sobretreino é um problema sério nos marombeiros que exageram, e é uma das causas pelas quais as pessoas não ganham tanto ao longo do tempo. A falta de motivação pode indicar exageiro no treinamento.
Se você acha que é esse o caso, recapitule os seus seis últimos meses de malhação. Caso não tenha tirado uma semaninha sequer para repouso, provavelmente é a hora de fazê-lo. Faça outro tipo de atividade de lazer durante essa semana. Na próxima, seu corpo estará pedindo a malhação de volta.

8– Ache um colega de academia

Um amigo para malhar junto é uma excelente forma de evitar a perda de interesse. Um dos grandes motivos pelos quais os homens acabam largando a academia é a falta de socialização, e isto permite que façamos os dois ao mesmo tempo. Apenas tenha cuidado para não ficar tão dependente de seu amigo, a ponto de não ter motivação para malhar se ele não puder ir.
Com as dicas apresentadas, não há mais motivos para perder a motivação de manter o seu físico em dia. Se variar sua rotina de malhação a cada 4 semanas mais ou menos, não terá que lidar com esse problema tão cedo.

Fonte: Site Médico