A distribuição das refeições

A distribuição das refeições

O ser humano deve alimentar-se regularmente todos os dias a fim de obter a energia necessária às sua demandas. O ideal é realizar três refeições equilibradas em 24 horas, com um intervalo regular entre elas.
Isto é, em razão das contingências sociais, um desjejum, um almoço e um jantar.
O mais importante é o desjejum (aporte nutricional indispensável após o período de jejum noturno e antes da retomada de uma atividade). O menos importante é o jantar (pois as necessidades nutricionais serão reduzidas durante o sono que vai se seguir).
Omitir uma refeição “para emagrecer” é desaconselhável, pois isto leva a comer mais na refeição seguinte ou a “beliscar” entre as refeições.
Uma solução ainda mais perjorativa é realizar apenas uma refeição por dia, sobretudo suprimindo o desjejum (o mais importante): é muito comum observar indivíduos se espantarem por “engordar realizando uma refeição diária para emagrecer”.
Está estabelecido que, para um mesmo aporte calórico, uma única refeição diária fará engordar mais que a mesma ingestão calórica fracionada em 3 refeições cotidianas, por razões de ordem metabólica: a troca de 3 refeições por dia por uma única refeição pode ser traduzida por um ganho aproximado de 5 quilos em 1 ano.
Fonte: Livro Tabela de Calorias e Regimes de Emagrecimento