Bolsite após tratamento cirúrgico da retocolite ulcerativa
[kml_flashembed movie="http://br.youtube.com/v/2I6URYvV7tk" width="425" height="350" wmode="transparent" /]

O tratamento cirúrguco da retocolite ulcerativa quando bem indicado é bastante seguro e eficaz. Permite eliminar a atividade da doença e abolir o risco de câncer.
Nesta operação, todo o intestino grosso, incluindo o reto, é removido cirurgicamente, preferencialmente por vídeo-laparoscopia, e um novo reto é construído e levado ao ânus de forma a preservar a evacuação transanal.
Este novo reto (chamado também de “bolsa” ileal) pode ser acometido por processo inflamatório muito similar à própria doença que levou à necessidade de tratamento cirúrgico.
A endoscopia da bolsa ileal que é mostrada no presente vídeo tem fundamental importância à confirmação diagnóstica, permite a obtenção de biópsias bem como através de um novo exame, acompanhar os resultados do tratamento com medicamentos

Bolsite após tratamento cirúrgico da retocolite ulcerativa
Classificado como:        

Uma ideia sobre “Bolsite após tratamento cirúrgico da retocolite ulcerativa

  • agosto 2, 2009 em 8:06 pm
    Permalink

    muito interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *