Aproximadamente 40% dos 12 milhões de pessoas diagnosticadas com câncer ao redor do mundo todos os anos poderiam ter evitado o desenvolvimento da doença se protegendo de infecções e com mudanças no estilo de vida, segundo especialistas da União Internacional contra o Câncer (UICC). Em nota divulgada esta semana, os especialistas destacam as infecções que poderiam levar ao câncer, e pedem às autoridades de saúde que explicitem a importância de vacinas e mudanças no estilo de vida no combate à doença.

“Se houvesse um anúncio de que alguém havia descoberto uma cura para 40% dos cânceres no mundo, haveria, justificadamente, uma enorme alegria”, disse o presidente da UICC, David Hill. “Porém, a verdade é que temos, agora, o conhecimento para prevenir 40% dos cânceres. E a tragédia é que não estamos usando isso”, completou o especialista.

Os cânceres de colo de útero e de fígado, por exemplo, são causados por infecções que poderiam ser prevenidas com vacinas. E isso deveria ser prioridade não apenas nos países mais ricos, mas também em nações em desenvolvimento, onde ocorrem 80% dos casos de cânceres de útero. Outros tipos de câncer também poderiam ser prevenidos com a adoção de um estilo de vida mais saudável – sem o cigarro, moderando no consumo de álcool, com a prática de atividades físicas regulares, exposição adequada ao sol, e uma dieta balanceada e rica em frutas, verduras e grãos integrais.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o câncer é a principal causa de morte do mundo, e o número total de casos está em crescimento. A projeção é que o número de mortes pela doença cresça 45% de 2007 a 2030 – de 7,9 milhões para 11,5 milhões -, principalmente por causa do crescimento e envelhecimento da população mundial, mas também pela, cada vez maior, adoção de comportamentos de risco. Daí, segundo os especialistas, a importância de políticas públicas para campanhas de vacinação – principalmente contra HPV (causador do câncer de útero) e hepatite B (que causa câncer hepático) – e de conscientização da sociedade.

Fonte: International Union Against Cancer. Campanha do Dia Mundial do Câncer 2010

Cerca de 40% dos cânceres poderiam ser evitados.
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *