Não é novidade. Praticamente todo mundo põe tudo a perder no fim do ano. E não é por acaso. À medida que o Natal vai se aproximando, cresce o número de festas, reuniões e uma série de outros encontros cujo objetivo é um só: confraternizar. Infelizmente, confraternização acabou virando sinônimo de comilança e beberagem. Mesmo os mais dedicados têm dificuldade para resistir aos petiscos calóricos que geralmente fazem parte do cardápio dessas festinhas. E todo o esforço gasto durante o ano para se manter a forma vai por água abaixo. Pesquisa feita pelos Institutos Nacionais da Saúde nos EUA revelou que, em média, chega-se a ganhar mais de 1 kg só no Natal. É bem provável que esse seja o motivo pelo qual a maior parte das pessoas tem como resolução número um de ano novo entrar em uma academia.

Confira, abaixo, algumas dicas que o ajudarão a ficar na linha durante as festas do fim de ano.

  1. Não pule as refeições. Acredite, muita gente deixa de lado o almoço ou os lanchinhos da tarde pensando em compensar tudo à noite. Mantenha o fracionamento das refeições, inclusive na noite de Natal e do Ano Novo. Isso o ajudará a manter-se na linha quando os pratos forem colocados à mesa, evitando que os excessos sejam estocados como gordura. Se não pode fazer um lanchinho por falta de tempo, coma algo antes de sair para a ceia na casa da família ou dos amigos.
  2. Se for o anfitrião da festa, planeje com cuidado o que vai servir. Há inúmeras opções de receitas pouco calóricas e que certamente farão sucesso. Peru, por exemplo, é uma ótima fonte de proteína magra. Acompanhado de vegetais cozidos ou de uma boa e colorida salada – desde que não repleta de molhos gordurosos, vira um prato para lá de saudável e não exageradamente calórico. Outra dica: reduza o número de opções. Quando se tem dois tipos de carne, uma ave e mais três ou quatro pratos, fica difícil resistir às tentações.
  3. Na hora de preparar o jantar, evite as famosas beliscadas. Não é difícil que depois de algumas horas na cozinha você tenha ingerido tantas calorias quantas as que comeria na ceia. Se tiver fome, faça um lanche mais leve, como um sanduíche de peito de peru com uma folha de alface ou tomate.
  4. Para a sobremesa, aposte nas frutas. Menos calóricas, são ricas em fibras, que aumentam a saciedade. Quem não fica tentado com uma belíssima cesta de frutas? Nesta época quente do ano, elas caem superbem. Outra opção na qual pode apostar é um sorbet feito com adoçante. Magrinho e refrescante, ele é uma boa pedida para depois da ceia.
  5. Oleaginosas como nozes, castanhas e pistache, presentes em quase 100% das festas de fim de ano, são saudáveis, mas bastante calóricas. Coma com moderação. Melhor, invista na azeitona, bem menos calórica.
  6. Comece a refeição pela salada, rica em fibras que ajudam a saciar a fome. Deixe os temperos gordurosos de lado e aposte no limão e num pouquinho de azeite. Um molho à base de iogurte desnatado é outra boa opção, pouco calórica.
  7. Ainda que as escolhas de pratos geralmente sejam muitas, especialmente se passa a ceia fora de casa, é possível montar um prato com as opções menos calóricas. E fique por aí. Depois do segundo prato fica bem mais difícil contabilizar quantas calorias foram ingeridas. Se você for o anfitrião, monte uma bela mesa com pratos, copos e potes menores. Acredite. Ainda que repita, terá ingerido um volume menor de comida, o que significa menos calorias.
  8. Cuidado com as bebidas alcoólicas. Tirando o fato de que, quando consumidas com moderação – não é o caso no fim de ano -, fazem bem ao coração e à saúde, elas não passam de um amontoado de calorias. E mais, o álcool faz as taxas de açúcar no sangue virarem uma espécie de “montanha russa”. Uma taça de vinho, por exemplo, leva a glicemia a subir, fazendo com que o corpo secrete insulina, o hormônio responsável por levar o açúcar do sangue para dentro das células. Mais insulina na corrente sanguínea, por outro lado, leva a um estado conhecido por hipoglicemia, cujo principal sintoma é a vontade de atacar alguma comida, especialmente um doce. Ou seja, o álcool contribui duplamente para o ganho de peso. Pior ainda, ele inibe a ação de um hormônio chamado glucagon, cujo trabalho é levar o açúcar para fora das células, fazendo com que a glicemia que estava baixa volte ao normal. Como ele deixa de agir, os níveis de açúcar no sangue mantêm-se baixos até que você coma algo. É por isso que, depois do terceiro ou quarto drinque, as rabanadas parecem tão atrativas. Se já tomou uma boa dose de álcool, coma um pedacinho de chocolate amargo, cujo teor de açúcar é bem menor. Uma boa dica é levar uma barrinha na bolsa ou no bolso, para o caso de voltar para casa de táxi. Assim não terá vontade de atacar a geladeira quando chegar em casa.
  9. Não esqueça de hidratar-se. O calor pede que se beba água. Se tiver tomado um drink, mais ainda. Mantenha um copo sempre à mão.

Calorias

Castanha de caju – 5 unidades – 75 calorias

Nozes – 5 unidades – 101 calorias

Castanha-do-pará – 5 unidades – 133 calorias

Avelã – 10 unidades – 68 calorias

Azeitona preta – 5 unidades – 25 calorias

Azeitona verde – 5 unidades – 23 calorias

Escolhas campeãs

Bacalhau – Pode apostar sem medo. Um dos peixes com mais alto teor de proteínas (de 33% a 43%), o bacalhau tem um dos menores conteúdos de gordura: apenas 1%. Se a ideia é servi-lo na ceia, esqueça o creme de leite. Vá de fibras e sirva-o acompanhado de verduras.

Peru – Das carnes brancas, é uma das mais magras, com cerca de 20% de proteína e aproximadamente 5% de gordura. Ao invés de recheá-lo com farofa, invista em amêndoas e tomates. Acompanhe com uma boa salada.

Fonte: Sport Life,  Sport Life

Receba novidades todos os dias em seu e-mail, é só fazer o pedido nos comentários!

Cuidado com a forma nas festas de fim de ano
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *