Se vitaminas são benéficas, estão quanto mais vitaminas ingerirmos melhor, certo? As coisas não funcionam bem assim. Em alguns casos a dosagem recomendada de uma vitamina já e a quantidade máxima que nosso corpo é capaz de processar. Em outros, tomar uma dose maior do que a indicada pode ser prejudicial. Você deve ser certificar de que seu corpo recebe as vitaminas e os sais minerais de que os seres humanos necessitam, mas deve resistir aos apelos que levam ao consumo excessivo de “supervitaminas”.

perigos-das-vitaminasTomar muitas vitaminas faz mal a saúde?

“Tomar uma quantidade excessiva de uma vitamina ou de um sal mineral pode ser tão perigoso como se privar totalmente desses nutrientes”, diz a Dra. Beverly Mc Cabe-Sellers, professora de nutrição na Escola de Medicina da Universidade de Arkansas. Ela chama a atenção para a importância do mais recente alerta lançado pelo instituto de Medicina, uma organização sem fins lucrativos, associada à Academia Nacional de Ciências, que há décadas tem sido a referência nas discussões sobre a quantidade de cada nutriente de que uma pessoa realmente precisa. “No ultimo de uma serie de Relatórios atualizando informações sobre o valor dos nutrientes para os seres humanos, o instituto estabelece os limites – as quantidades máximas que um individuo pode ingerir sem o risco de sérios danos à sua saúde – para substancias como vitamina A, cobre, ferro, manganês e zinco”, observa a Dra. McCabe-Sellers.

Ela acredita que o relatório precisa ser plenamente difundido entre os consumidores, porque já se cansou de testemunhar casos de vitimas de “superdosagens” de suplementos vitamínicos que tomaram cinco ou até dez vezes mais do que a quantidade recomendada para determinado nutriente.

“Embora os homens necessitem de novecentos microgramas de vitamina A por dia, e as mulheres de setecentos microgramas, alguns suplementos oferecem até sete mil e quinhentos microgramas numa única dose. Isso é mais do que o dobro do índice que a Academia Nacional de Ciências considera uma perigosa superdosagem.”

A Dra. McCabe-Sellers acrescenta: “Definitivamente, essa é uma das situações em que o excesso de uma coisa boa se torna prejudicial.

Médicos do Instituto Dana-Farber de Câncer, em Boston, chegaram a conclusão de que as pessoas que sofrem de câncer e vão além da dosagem diária recomendada de vitaminas e sais minerais podem agravar efeitos da doença e ver reduzida a eficiência das terapias convencionais de combate ao câncer.

Excesso de vitaminas pode prejudicar sua saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *