Colesterol é uma substancia pertencente á classe dos lipídeos (conhecidos como “gorduras“), estando presente normalmente no sangue e em todas as células do corpo. Portanto é normal ter colesterol no organismo. Ele é um componente importante para termos o organismo saudável, sendo encontrado na composição de membranas celulares, hormônios e outros tecidos.Mas níveis elevados de colesterol podem levar, com o tempo à formação de obstrução nas artérias que irrigam o coração (artérias coronárias), ocasionando a ocorrência de ataques cardíacos (infarto do miocárdio). Hipercolesterolemia é o termo usado para altos níveis de colesterol no sangue.

DE ONDE SE ORIGINA O NOSSO COLESTEROL?

O colesterol provém de duas fontes. O nosso próprio organismo o produz, com o objetivo de manter a integridade, funcionamento celular normal e produção de hormônios. O restante do nosso colesterol se origina da ingestão de produtos animais, com carnes derivados da carne, leite, queijos e manteigas. Frutas em geral, vegetais e cereais não têm colesterol.

Assim com outras gorduras, o colesterol é insolúvel no sangue. Para poder ser transportado no sangue ele deve estar ligado a carreadores conhecidos como lipoproteínas, das quais dois tipos merecem destaque:

a) Lipoproteína de baixa densidade (LDL), conhecida como colesterol ruim. Níveis elevados de LDL podem causar obstrução progressiva das artérias coronárias e determinar a ocorrência de um infarto do miocárdio.

b) Lipoproteína de alta densidade (HDL), conhecida como colesterol bom. Altos níveis de HDL estão associados a menor probabilidade de doença nas artérias coronárias.

QUANDO O LDL É CONSIDERADO RUIM ?

Níveis elevados de LDL (> 160 mg/ dl) em indivíduos sem outros fatores de risco ou níveis 130 mg/dl (caso a pessoa tenha 02 ou mais fatores de risco cardiovascular, com o tabagismo, hipertensão arterial, diabetes ou história de familiares de primeiro grau com doença cardiovascular), estão associados a uma probabilidade maior de doença coronária.Com o tempo, depósitos de colesterol obstruem as artérias coronárias, formando placas de aterosclerose, as quais podem causar angina de peito e infarto do miocárdio.

QUANDO O HDL É CONSIDERADO BOM ?

Vários estudos têm demonstrado a associação de níveis elevados de HDL e menor incidência de doenças cardiovasculares.O HDL parece remover o colesterol das artérias, transportando-o até o fígado, onde este será metabolizado, retardando o processo de aterosclerose. Os níveis de HDL devem ser > 35 mg/dl.

O COLESTROL E SUA SAÚDE CARDIOVASCULAR

Com estes conhecimentos sobre colesterol, é importante que se realize periodicamente determinação dos níveis sanguíneos do colesterol, principalmente na eventualidade da presença de outros fatores de risco cardiovascular.

Determine, portanto, a necessidade ou não da realização de dietas, atividade física ou mesmo medicação para controle do colesterol. Estabeleça um dieta alimentar balanceada, evitando o excesso de produtos derivados do leite e carnes em geral. Pratique exercício físico regularmente (este hábito aumenta o HDL !) e incorpore estas mudanças de hábitos à sua rotina diária.

O colesterol e o seu coração

Uma ideia sobre “O colesterol e o seu coração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *