saúde do bebêA febre é uma reação normal de defesa e, portanto um sintoma, não uma doença em si. Na maioria das vezes, não há motivo para temor. Engana-se quem pensa que, quando não tratada a temperatura vai subir sem parar. Mesmo sem remédios, ela tende a se estabilizar em um patamar alto até que a infecção seja combatida. Os antitérmicos servem principalmente para trazer algum bem-estar à criança

O que não se deve fazer

  1. Evite antiinflamatórios, que podem causar muitos efeitos colaterais graves. Muito menos apele para antibióticos sem a avaliação do pediatra.  Esses remédios são reservados apenas para tratar infecções bacterianas. Não agirão se o motivo da febre for uma infecção por vírus – aliás, como na maioria dos casos.
  2. Não de o banho antes do antitérmico ter efeito, pois a criança terá calafrios – isso é desnecessário.

O que se deve fazer

  1. Dê um antitérmico
  2. Se a febre não baixar depois de uma hora, dê um banho de água morna.
  3. Repita o antitérmico a cada quatro a seis horas.
  4. Ofereça líquidos em pequenas quantidades, mas com maior frequência.
  5. Procure a orientação do pediatra se notar algo diferente ou se nada disso funcionar.

Sinais de alerta – Você precisa procurar a orientação do pediatra se:

  1. Quem esta febril é um bebe com menos de 3 meses.
  2. A criança permanece prostrada depois de baixar a febre
  3. Existem sintomas associados, como convulsão.
  4. A criança está com o sistema imunológico deprimido – caso, por exemplo, daquelas que passam por um tratamento de câncer.

Atenção! Controle a ansiedade para não dar mais medicamentos do que o necessário.

Fonte:  guia de primeiros socorros – saúde é vital

O que fazer quando um bebê estiver com febre alta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *