Resultados da Pesquisa

Resultados da pesquisa para ‘stimula’

0

11 curiosidades que você deve saber para ter uma vida mais saudável!

Abaixo segue uma lista de algumas coisas que você deveria saber sobre algumas drogas que fazem parte do cotidianos de inúmeras pessoas e afetam de forma direta nossa saúde e bem estar:

  1. O que colore os filtros dos cigarros e mancha a pele dos dedos e os dentes de quem fuma não é a nicotina, já que esta é incolor; são os componentes do alcatrão do fumo que sofrem combustão apenas parcial e ficam depositados como resíduos, da mesma maneira que a fuligem em uma chaminé.
  2. A cafeína é uma substância estimulante que não age diretamente no cérebro. Seu efeito consiste em inibir a diminuição daOs efeitos da cafeina na sua saúde atividade produzida nos neurônios quando estamos dormindo.
  3. As recaídas são maiores entre fumantes que utilizam outras substâncias ativas. Este fato pode ser devido à facilidade de encontrar o fumo em locais públicos, publicidade e à rotina.
  4. A cafeína presente em mais de cem espécies vegetais, é utilizada como defesa natural contra os parasitas. Os últimos estudos científicos indicam que a cafeína atua como repelente de insetos. Os vegetais poderiam utilizar essa droga para proteger-se de perigos.
  5. Apesar de uma pessoa não morrer pela ingestão de bebidas com cafeína, isto pode acontecer no caso de ser injetada cafeína pura. A forma de consumo de uma droga determina um ou outro grau de toxidade.
  6. A Coca-Cola foi inventada em 1886 pelo farmacêutico norte-americano John Pemberton e inicialmente continha cocaína. Seu uso era medico.
  7. O compositor Johann Sebastian compôs a Cantana do Café.
  8. Ao longo da história, diferentes artistas sustentaram que o consumo da cafeína produz um aumento da criatividade. Apesar de tudo, tal relação não foi demonstrada. O que é certo é que as bebidas com cafeína melhoram a realização de tarefas simples.
  9. Parece que a atriz Marilyn Monroe morreu devido ao consumo exagerado de barbitúricos. Falso ou verdadeiro, a realidade é que, misturados com álcool, podem provocara morte.
  10. Os veterinários usam barbitúricos como anestésicos ou para eutanásia: grandes doses de barbitúricos podem ser letais.
  11. Não existem medicamentos para combater a dependência de cocaína ou do crack. Assim como a metadona é utilizada para os pacientes que querem desintoxicar-se da heroína, não existem firmacos equivalentes para cocaína.
0

Como saber se meu filho usa drogas?

DrogasAs drogas se tornaram uma epidemia que assola a nossa juventude e a sociedade em geral, afetando todas as classes sociais sem distinção. Como a melhor forma de combater esse mal é encara-lo de frente, a melhor coisa a fazer é identificar o vício o mais rápido possível. Abaixo segue algumas dicas de como descobrir se seu filho (a) anda usando drogas!

Perguntas específicas para pais de adolescentes com sérias suspeitas de envolvimento com álcool ou drogas:

  • Seu filho passa muito tempo fechado no seu quarto aparentemente sem fazer nada?
  • Seu filho ultimamente tente a se isolar da família?
  • Os interesses do seu filho, por exemplo, em termos musicais, mudaram bruscamente?
  • Mudou de forma brusca o interesse ou dedicação do seu filho em relação ao colégio, aos amigos ou em casa?
  • Você notou no seu filho mudanças repentinas do seu estado de animo, no sentido de demonstrar irritabilidade ou descontrole de impulsos?
  • Seu filho tente a parecer descontente todo o tempo ou pouco feliz em comparação como era antes?
  • Seu filho tem tendência a estar cada vez mais egoísta, menos preocupado com os demais e mais rígido com seus irmãos?
  • Seu filho às vezes parece estar confuso ou “avoado”?
  • Seu filho está descuidando-se das suas responsabilidades em casa ou deixando de fazer suas tarefas?
  • Algum dinheiro ou objeto de valor desapareceu de sua casa ultimamente?
  • Seu filho mudou repentinamente seu circulo de amizades para amigos mais velhos ou que não frequentam sua casa?
  • A apresentação física do seu filho mudou em termos de descuido ou falta de higiene pessoal?
  • Você sente que ele esta todo o tempo inventando álibis ou desculpas por não estar onde deveria?
  • Você sente que perdeu a comunicação ou o controle com seu filho?
  • Seu filho mentiu para encobrir perdas de dinheiro ou de objetos de uso pessoal?

Sintomas do consumo de drogas

Alguns sintomas externos dos usuários de drogas depois do consumo de alguma substância são:

  • Estado similar ao da embriaguez.
  • Olhos vermelhos e lacrimejantes
  • Pouca comunicação com os demais quando são tomadas drogas depressoras.
  • Muita vontade de comunicar-se quando são tomadas drogas estimulantes.
  • Sono profundo ou muito perturbado.
  • Mau halito, boca seca, etc.

Os sintomas apresentados pelos consumidores de drogas antes de consumi-las dependem dos mesmos serem dependentes ou não. No caso de não estarem habituados á droga os sintomas externos serão mínimos. Talvez manifestem um pouco de excitação ou nervosismo.

Os dependentes de drogas manifestam muita ansiedade, tremores e mau humor antes de ingerir a droga quando os sintomas da síndrome de abstinência começam a fazer efeito.

0

Estresse – Sintomas e causas químicas!

Em vista de todos os sintomas causados pela ansiedade, o aconselhamento de um profissional credenciado geralmente trás bons resultados. A pessoa ideal pode ser o seu clinico geral, que compreende o estresse e reconhece a necessidade de aconselhamento e orientação sobre prescrição de drogas ou indicação de um especialista, quando necessário.

Causas químicas do estresse

Estresse - Sintomas e causas químicasAs alterações hormonais (a própria química do corpo) são conhecidas por deixar algumas pessoas vulneráveis ao estresse: dois exemplos são a tensão pré-menstrual e a síndrome pós-menopausa. O uso excessivo de estimulantes pode também ser confundido com o estresse.

A toxicidade da cafeína ou da nicotina aumenta gradativamente à medida que a droga se acumula em semanas de consumo excessivo. Esses dois estimulantes podem provocar tremores, perturbação do sono, tontura, opressão do peito com dificuldade respiratória, além de fadiga – assim como o estresse.

A resposta óbvia é interromper o consumo de drogas estimulantes, ou ao menos moderá-lo. Observe, no entanto, que a redução súbita no consumo de cafeína pode causar dores de cabeça por dois ou três dias. A retirada de drogas que reprimem o sistema nervoso, como o álcool, pode causar agitação.

A  retirada súbita causa agitação, aceleração da pulsação com palpitações, transpiração, insônia. A retirada das drogas ilegais, especialmente as do grupo da heroína e da morfina, também produz um estado de ansiedade e, de novo, requer acompanhamento especializado.

Estresse ou algo mais?

As vezes sintomas que parecem ser estresse são causados por outras doenças. Na tireotoxicose, a glândula tireoide, localizada no pescoço, se torna ativa em excesso. Isso pode causar tremor; aceleração da pulsação, palpitações, suores e aumento da atividade mental.

Normalmente ela é diferenciada do estresse por exames de sangue. Outra doença, muito mais rara, pode levar à eliminação de quantidades excessivas de hormônios, como a adrenalina, na corrente sanguínea. Os sintomas são claramente intermitentes e a pessoa se sente perfeitamente bem entre os acessos.

Alguns distúrbios mentais causam tanta ansiedade quanto seus principais sintomas, como a sensação de ouvir vozes, ter pensamentos desordenados ou tornasse obsessivo (como a tendência exagerada a lavar as mãos ou limpar a  casa). Se for esse o caso, é necessário buscar atendimento médico, e pode ser preciso um tratamento mais adequado.

5

As vantagens e desvantagens no consumo de refrigerantes

As vantagens e desvantagens no consumo de refrigerantes

Vantagens no consumo de refrigerantes:

  • Bebidas gaseificadas são refrescantes e podem ser uma rápida fonte de energia
  • Beber ginger ale (bebida feita com gengibre) ou refrigerantes de cola pode aliviar e fornecer energia para pessoas que não conseguem ingerir alimentos sólidos

Desvantagens no consumo de refrigerantes:

  • Contêm grandes quantidades de açúcar e de ácidos que engordam e provocam cáries
  • O alto teor de fósforo pode interferir com a absorvição de cálcio
  • A cafeína pode causar problemas de saúde em adultos ou problemas de comportamento e desenvolvimento em crianças

A água com gás foi inventada no século XVIII, aproveitando a moda de beber água naturalmente gasosa. A predileção por bebidas com gás (que eram originalmente remédios para ressaca) sempre existiu.

De modo geral, os refrigerantes são classificados como bebidas não-alcoólicas, e as bebidas com gás são classificadas como soda, ou em alguns lugares simplesmente como refrescos. Em sua maioria, são água com gás misturada a açúcar ou a adoçante artificial e a corantes. Muitos também contêm cafeína.

Além do impulso energético rápido da cafeína e do açúcar, a maioria dos refrigerantes tem pouco ou nenhum valor nutricional. Uma garrafa pequena de refrigerante de cola contém aproximadamente 100 calorias, já um refrigerante diet, adoçado artificialmente, tem menos de 10 calorias, embora possa conter cafeína.

Implicações para a saúde

Um refrigerante, uma vez ou outra, não faz mal. Mas beber refrigerante regularmente aumenta a ingestão de calorias inúteis que pode causar excesso de peso. Essas bebidas são prejudiciais para os dentes. O açúcar estimula o crescimento das bactérias causadoras das cáries, e pode conter ácidos que danificam o esmalte dos dentes.

Os consumidores devem ler os rótulos cuidadosamente, para conhecer o real conteúdo dos refrigerantes e das águas minerais. Refrigerantes de cola, por exemplo, contêm grandes quantidades de fosfato, que atrapalham a absorção de cálcio. Crianças e adolescentes que tomam refrigerante em vez de leite estão deixando de ingerir cálcio, que é essencial para o desenvolvimento dos ossos. Alguns refrigerantes e águas minerais também podem conter alto níveis de sódio. Quando uma criança toma uma lata de refrigerante contendo 50 mg de cafeína, ela está ingerindo o equivalente ao que um homem adulto consome em duas xícaras de café. Nos adultos, o excesso de cafeína pode elevar a pressão arterial e provocar arritmia.

Quando os pacientes não podem ingerir outros alimentos ou bebidas, pode-se recorrer aos refrigerantes para obter energia durante o período em que estão doentes. Algumas pessoas acreditam que beber ginger ale ou refrigerante de cola alivia a náusea associada à enxaqueca e ao enjôo das mulheres grávidas.

Não se deixe enganar por bebidas com sabor de fruta. Ao ler os rótulos, descobre-se que bebidas com sabor de fruta sem gás contém menos de 10% do suco de fruta e altas quantidades de adoçantes e de corantes.

Consumidos com moderação, os refrigerantes podem não ser prejudiciais. O perigo está em tomar em grandes quantidades com frequência, pois os refrigerantes matam a fome e substituem os nutrientes essenciais da alimentação. Crianças que abusam de bebidas açucaradas um pouco antes ou durante as refeições podem perder o apetite e deixar de comer alimentos saudáveis e nutritivos.

Bebidas saudáveis

Pode-se preparar bebidas saudáveis e econômicas em casa, misturando água gasosa com frutas frescas picadas, ou com polpas e xaropes de frutas vendidos em lojas naturais ou supermercados.

Evidências médicas da relação entre refrigerantes e obesidade

Um estudo norte-americano publicado no periódico médico The Lancet sugere que beber um refrigerante por dia aumenta em 60% as chances de uma criança se tornar obesa. O estudo, do Children’s Hospital em Boston, Massachussets, acompanhou 548 crianças de 11 e 12 anos durante dois anos. Os pesquisadores descobriram que para cada lata ou copo de refrigerante que as crianças beberam neste período, seu índice de massa corporal aumentou e houve um aumento de 60% em suas chances de se tornarem obesas. Isso foi comprovado, independentemente da massa corporal inicial, da alimentação, dos hábitos de assistir tv e das atividades físicas. Uma possível explicação para essa relação pode ser o fato de que embora as pessoas tendam a comer menos durante uma refeição se tiverem consumido calorias em excesso na refeição anterior, isso não acontece se o excesso for proveniente de refrigerantes. É improvável que uma criança coma menos para compensar calorias extras do refrigerante. O resultado geral seria que a ingestão de calorias consumidas é maior que as calorias queimadas.

A relação entre refrigerantes e alimentos

Uma das razões para a relação entre refrigerantes e obesidade pode ser o fato de que muitas vezes são consumidos em fast-food gordurosos. O açúcar presente nos refrigerantes ativa o pâncreas a produzir insulina, mas a insulina também manda o organismo armazenar gordura. Portanto, quando o pâncreas recebe os efeitos do refrigerante, chegam o hambúrguer e a batata frita, e como o corpo tem mais insulina do que precisa para a refeição, armazena gordura em vez de queimá-la.

Fonte: Livro Alimentos Saudáveis Alimentos Perigosos

0

Por quê perdemos o apetite?

Perda de apetite

Coma bastante:

  • Frutas, legumes e vegetais frescos devido à vitamina C
  • Carnes magras, frutos do mar, nozes, sementes e grãos integrais por conterem zinco e vitaminas do grupo B

O que evitar:

  • Fumar e álcool em excesso pois diminuem o apetite
  • Líquidos antes das refeições
  • Farelo de cereais e outros alimentos ricos em fibras

A expectativa agradável de comer que chamamos de apetite é controlada por duas regiões do cérebro: uma é o hipotálamo, que estimula a liberação de hormônios produtores da fome até que a fome seja saciada; a outra é o córtex cerebral, o centro da função intelectual e sensorial. Portanto, um apetite saudável reflete tanto uma resposta inconsciente como um comportamento aprendido.

Muitos distúrbios e circunstâncias podem provocar a falta de apetite. A maioria delas são situações temporárias como um resfriado, uma dor de estômago, problemas dentários ou estresse. No entanto, a falta de apetite persistente pode ser sinal de uma doença mais séria, como por exemplo, depressão, anemia, problema renal, AIDS ou câncer.

Em casos raros, a falta de apetite é provocada por deficiências nutricionais, geralmente de vitamina C, tiamina, niacina, biotina e zinco. O álcool em excesso não só diminui o apetite, mas também causa deficiências nutricionais. Fumar é outro vício que diminui o apetite.

Ingerir grandes quantidades de farelo de cereais, produtos feitos com grãos integrais e outros alimentos ricos em fibras interfere na absorção de zinco e de outros minerais. Esses alimentos também diminuem o apetite porque dão uma sensação de saciedade. Beber uma grande quantidade de líquidos antes das refeições também diminui o apetite.

Geralmente, a falta de apetite relacionada a doenças desaparece quando a pessoa se recupera. Existem diversas estratégias, entretanto, que ajudam a abrir o apetite, quando não existe uma explicação aparente para a falta dele.

Estratégias para abrir seu apetite:

  • Fazer pequenos lanches durante o dia em vez de três refeições grandes. Ter sempre lanches disponíveis para comer quando sentir vontade.
  • Tomar uma gota de limão. Antes da refeição, tome uma gota de limão. Chupar algo azedo aumenta a salivação, que por sua vez estimula o apetite.
  • Crie um ambiente agradável. Enfeite a mesa com flores, ponha uma música tranquila, uma luz suave – qualquer coisa que o faça sentir-se bem. Rodeie-se de aromas apetitosos e temperos como canela ou seu prato favorito.
  • Exercite-se um pouco. Faça uma caminhada antes das refeições. Algumas pessoas acreditam que a atividade física aumenta o apetite.
  • Um pouquinho de álcool pode ajudar. Experimente beber um copo de vinho ou de cerveja – pode ajudar a abrir seu apetite.

 Fonte: Livro Alimentos Saudáveis e Alimentos perigosos

0

Veja os mitos e as verdades sobre a queda de cabelo (calvície)

Veja os mitos e as verdades sobre a queda de cabelo (calvície)

A calvície afeta tanto homens quanto mulheres, mas ela tem tratamento e, quanto mais rápido você consultar um dermatologista, melhores as chances de evitar a queda.

O Estresse provoca a queda dos cabelos?

Verdade. Seja físico ou emocional, o estresse provoca alterações hormonais no corpo que podem levar à queda dos cabelos.

Lavar os cabelos diariamente aumenta a queda?

Mito. A o xampu pode ressecar os cabelos, mas não leva a queda do fio.

Os carecas são mais potentes sexualmente?

Mito. Infelizmente para os carecas, a calvície não é provocada por um aumento na produção de hormônios masculinos (excesso de testosterona), mas sim pela maior quantidade da enzima 5-alfa-redutase, que é determinada pela genética da pessoa e não tem nada a ver com virilidade.

Usar muito gel contribui para a queda de cabelo?

Mito. Fazer uso do gel não favorece a queda dos cabelos,  mas evite dormir com gel nos fios, pois o cabelo fica endurecido e os fios podem quebrar mais facilmente.

No inverno os cabelos caem mais?

Verdade. Nos meses mais frios, sensores de luz localizados na pele recebem menos luz. Essa mudança na luminosidade diminui o estímulo da divisão celular, o que gera um número menor de fios e ainda acaba enfraquecendo a raiz do cabelo. O resultado é, além de os fios caírem mais rápido, eles também acabam nascendo mais devagar. É também nessa época de mudanças climáticas que aumenta a incidência de dermatite seborréica – a caspa.

O secador e o uso da “chapinha” aumentam a queda de cabelo?

Mito. A queda dos fios está relacionada a problemas no couro cabeludo. O que pode acontecer é a quebra do fio devido à alta temperatura desses aparelhos.

Alguns tipos de esportes danificam os cabelos e levam à queda dos fios?

Mito. Os esportistas que tiverem tendência à calvície ficarão calvos independentemente do esporte ou atividade física que pratiquem.

A caspa favorece perda de cabelo?

Mito. A caspa  pode ser um coadjuvante da queda, mas não é ela que a  desencadea. A confusão se dá porque cerca de 70% dos calvos têm dermatite seborréica (oleosidade e descamação do couro cabeludo).

Os fios crescem mais rápido durante o verão.

Verdade. O sol estimula a atividade de alguns hormônios no corpo, como a prolactina e a melatonina, que induzem o bulbo capilar a “trabalhar” mais, acelerando o crescimento dos fios.

Cortar os cabelos interfere na queda dos fios?

Mito. Cortar o fio do cabelo não interfere em nada com o seu crescimento e nem provoca a sua alteração. As causas de queda de cabelo de origem hormonal ou hereditária abrangem apenas a parte das raízes, onde o cabeleireiro não exerce influência.

Usar boné faz cair os cabelos?

Mito. O uso do boné não faz cair os cabelos, mas pode interferir em algumas pessoas que exageram no uso do boné. Pois pode agravar doenças como a dermatite seborréica, que pode ser um coadjuvante da queda.

Perco mais cabelos se penteá-los ou escová-los, estou ficando calvo?

Mito. Caem apenas os cabelos que já completaram o seu ciclo de vida. Sendo assim, não faz diferença se isso ocorre durante a escovação ou mais tarde, espontaneamente.

Condicionador pode causar a queda dos cabelos?

Mito. O condicionador não causa a queda de cabelos, o que ocorre é que os fios que já estão na fase de queda cairão com mais facilidade. Mas o ideal é que o condicionador seja utilizado apenas nos fios e não diretamente no couro cabeludo, pois pode agravar a dermatite seborréica e favorecer a queda.

Técnicas de alisamento e tingimento podem causar queda dos fios?

Mito. A tintura e alisamento agem nos fios e não na raiz dos cabelos, e quando usadas corretamente e com intervalos de 30 dias, não influenciam na queda. O que pode ocorrer é o enfraquecimento da haste dos cabelos, resultando fios mais fracos, ressecados, com pontas duplas e com tendência a quebra.

Colocar anticoncepcional no shampoo faz os cabelos crescerem mais rápido?

Mito. O uso de hormônios femininos não faz os cabelos crescerem mais rápido, muito menos desta maneira, pois a absorção dos hormônios, se ocorrer, será mínima.

Os cabelos caem mais após o parto?

Verdade. Cerca de quatro meses após o parto (ou outro tipo de estresse físico ou emocional), muitos fios de cabelo podem entrar prematuramente na fase de queda, levando à perda de mais fios por dia do que o normal. Chama-se eflúvio
telógeno e estes pêlos voltarão a crescer normalmente após algum tempo.

Cortar os cabelos os faz ganhar força?

Mito. O fato de cortar o fio do cabelo não interfere em seu bulbo capilar, responsável por seu crescimento.

Cortar os cabelos durante a lua crescente os faz crescer mais rápido?

Mito. O fato de cortar o fio do cabelo não interfere em seu bulbo capilar, responsável por seu crescimento.

A Calvície tem tratamento?

Verdade. Quanto mais cedo começar o tratamento contra calvície, melhor. Somente o dermatologista poderá prescrever o tratamento mais adequado.

Fonte: Terra

123...10...>>