Os chás, desde a Antiguidade, são indicados para o bem-estar digestivo. Devem ser tomados na temperatura quente para morna.

Enjôo – sensação de mal-estar

Chás de infusão – angélica-dos-jardins, aipo, beladona, camomila, casca-de-anta, boldo, folhas e sementes de erva-doce, erva-de-santa-maria, espinheira-divina, funcho, hortelã, losna, macela, poejo, sempre-viva.
Dor no estômago ou má digestão
Chás de infusão – semente de angélica, angico, aroeira, artemísia, bardana, boldo, camomila, carqueja, erva-cidreira, cardo-santo, casca-de-anta, celidônea, cominho, dente-de-belo, erva-levante, fedegoso, gervão, hortelã, losna, louro, macela, melissa, malva, manjerona, sálvia.
Gastrite
Chás de infusão – bardana, beldroega, calêndula, camédrio, camomila, caqui, cevada, condurango, groselheira-vermelha, hipérico, nespereira, oliveira, pinheiro silvestre.
Dor no fígado causada por congestão, hepatite, ictéria, insuficiência hepática, inflamação, cólicas.
Chás de infusão – hortelã, alecrim, arruda, alfazema, angélica, boldo, bardana, babosa, caule e folhas de bucha ou esfregão, carqueja, jurubeba, melissa, mangabeira-brava, nogueira, tamaquaré-miúdo, camomila, castanha-mineira, celidônia, folhas de fedegoso, losna, mil-em-rama, quitoco, salsa.
Chás de cozimento – raiz de alcaçuz, haste de carqueja-amarga, folhas de cardo-santo, fruta de juazeiro ou juá, folhas de jurubeba, pariparoba.
Pedras na vesícula
Tomar de manhã uma colherada de azeite de oliva com suco de meio limão. Ingerir suco de limão sem adoçar.
Chás de infusão – alcachofra, boldo, carqueja, cerejeira, flor da noite, urtiga maior, dente-de-leão, parnássia, serralha de folhas pintada, ononis, betônica, sálvia.

Cirrose
Chás de infusão – balsamita, marroio branco, sabugueiro. Preparar e beber em seguida e em jejum o suco dos talos da couve.
Baço
Chás de infusão – flores e raízes da alamanda-de-flor-grande, folhas de maciera.
Chás de cozimento – raízes de aspargo, a planta inteira do camapu, maçã desidratada, raiz de pariparoba, trapoeraba- açu.
Verminose
Chás de cozimento – casca da fruta do abacate, alamanda-de-flor-grande, casca de andiroba, folhas de araticum-do-brejo, semente da bucha, cenoura, raiz de centáurea-do-brasil.
Chás de infusão – absinto, folhas e flores de cinamomo, cipó-d´alho, erva-de-bicho, flavéria, folhas de tamarindo.
Consumir – alho in natura, semente de abóbora, semente de beldroega, óleo de buriti, suco de abacaxi cru e puro. Beber em seguida ao preparo: óleo de amêndoa de butiá-de-vinagre, fruta do caraguatá, óleo de cravo-de-defunto.
Desinteria
Chás de infusão – araticum, casca da aroeira, casca de barbatimão, bolsa-de-pastor, cambuí, caroba, mangue-vermelho, macela, folhas da murta, folhas do maracujá e da goiabeira, confrei.
Chás de cozimento – casca de açoita-cavalo, casca de araça, buranhém, furto do cipestre, casca e folhas da goiabeira, casca da jabuticaba e romã, cipó bravo, folhas e semente de tansagem.
Consumir fruta do conde, água de arroz integral, maçã, batata cozida, pão branco, massas sem molho e muito chá.

Prisão de ventre ou intestino preguiçoso
Chás de infusão – de ameixa seca ( tomar o chá e comer a fruta ), alcaçuz, altéia, boldo-do-chile, camomila, sene, raiz da fruta-do-conde, melão-de-são-caetano, folhas de pessegueiro, canafístula, chapéu-de-couro, raiz moída de cipó-mil-homens, cipó-suma, fedegoso, espinheira santa, gervão.
Chás de cozimento – semente de linho, raiz seca de taiuiá, bagas de sabugueiro, raiz de azedinha, raiz de bardana e de batata-de-purga, sementes de capuchinho, amendoreira, folhas de aroeira.
Suco – tomar suco de pepino triturado no liquidificador, sem casca.
Alimentação – dar preferência aos alimentos como sopa de aveia com leite quente, granola e cereais com mel. Pão integral, feijão e lentilhas. Consumir mamaão, laranja, lima, ameixa e verduras; tomar muito líquido.
Hemorróidas
Chás de cozimento – amieiro, cajazeiro, carvalho.
Chás de infusão – assa-peixe, bicuíba, framboesa, gengibre, hamamélis, mil-folhas, tansagem, urtiga, camomila, celidônia-menor.
Consumir – aveia, trigo amassado, grãos integrais, castanha-da-índia.
Cataplasma – para aplicar no local da afecção de folhas frescas de bardana.
Unguento – esmagar gemas de choupo-negro, pétalas de papoula, violetas e camomila. Misturar tudo com azeite a ponto de ficar pastoso. Esquentar até o início da fervura. Peneirar e passar no local da afecção várias vezes ao dia.
Tintura – bagas de cipestre maceradas por 24 horas em álcool a 60 graus. Após filtrar, usar diariamente dez gotas misturadas à água bem quente, expondo a região afetada ao vapor.
Flatulência – acúmulo de gases no abdômen
Chás de infusão – absinto, anis, anis-estrelado, cominho, funcho ou erva-doce, manjerona, melissa, poejo-das-hortas, potentilha, semente de salsa, folhas de tomilho.
Chás de cozimento – semente de aipo, boldo, erva-cidreira, casca de espinho-de-vintém, casca e raiz de quássia, folhas e casca de quitoco, casca de robínia, de serpilho.
Aplicar uma bolsa de água quente sobre o abdômen.
Colite – inflamação crônica ou aguda do intestino grosso.
Chás de infusão – acanto, parietária, vara-de-ouro.
Chás de cozimento – malva, ononis, raiz de paratudo.

Fonte: Livro Plantas Medicinais

Plantas medicinais – Problemas digestivos
Classificado como:                    

Uma ideia sobre “Plantas medicinais – Problemas digestivos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *