Nunca substime a importância da segurança em sua própria casa. As estatísticas acusam que a maior parte dos acidentes – principalmente nos dois primeiros anos de vida e na terceira idade – acontece da porta para dentro, nos lugares mais corriqueiros do ambiente doméstico, como a cozinha e o banheiro.

Os pais precisam estar atentos e imaginar a casa sob o ângulo da criança, que enxerga o mundo de baixo para cima, investigando tudo com curiosidade e tentando imitar qualquer coisa que um adulto faça – seja acender um fósforo, seja engolir um remédio. Quanto aos idosos, até mesmo um tapete no chão da cozinha pode servir de ameaça de uma fratura de fêmur.

Dicas gerais:

  • Evite pisos escorregadios. A casa de idosos, em especial, precisa ter pisos antiderrapantes, principalmente nas escadas e no banheiro.

  • Mantenha os ambientes bem iluminados. Corredores, escadas, quartos e banheiros devem ter, inclusive, iluminação noturna para evitar quedas na madrugada.

  • Quando não estiverem em uso, os aparelhos elétricos, como liquidificadores, secadores de cabelo e barbeadores, devem ficar desligados, fora da tomada e bem guaradados.

  • Não deixe fios expostos. De tempos em tempos, cheque todos para ver se não estão descascados.

  • Não deixe tomadas sem proteção.

  • Proteja as janelas com telas, grades ou redes.

  • Em casas com crianças, produtos de limpeza, medicamentos e cosméticos devem ser guaradados em armários altos e, de preferência, trancados.

Fonte: Livro Primeiros Socorros

Primeiro socorros: a casa segura
Classificado como:                            

Uma ideia sobre “Primeiro socorros: a casa segura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *