Sais minerais – Ferro

Sais minerais – Ferro

Fontes de ferro - Miudezas, a carne, os legumes, os ovos, o peixe

Ação do ferro - Transporta o oxigênio no sangue

O ferro é indispensável ao organismo humano pelo seu papel no transporte de oxigênio no sangue. O ferro presente na nossa alimentação é absorvido a nível intestinal. A sua assimilação é facilitada pela vitamina C e dificultada pela presença de quantidades elevadas de alguns compostos indigestos que encontramos nos alimentos de origem vegetal. Um mecanismo regulador da absorção do ferro contribui para a manutenção do seu equilíbrio no organismo. Uma pessoa de boa saúde absorve aproximadamente 5 a 10% do ferro presente na alimentação; se existir um risco de carência, o organismo adapta as suas reações e pode assimilar até 15 ou 20%. É o que acontece ao longo da gravidez ou quando se verifica uma anemia devida a uma carência em ferro. Este mecanismo regulador é muito importante, se considerarmos que o homem tem poucas possibilidades de eliminar o ferro.

A maior parte do ferro presente no nosso organismo encontra-se na hemoglobina dos glóbulos vermelhos do sangue, onde o seu papel é transportar o oxigênio a todos os nossos tecidos. Encontramos igualmente em algumas proteínas e enzimas celulares. O ferro é armazenado no fígado, na medula óssea (onde são sintetizados os glóbulos vermelhos) no baço (onde, pelo contrário, são degradados). O ferro libertado pela degradação da hemoglobina é retido pelo organismo e utilizado de novo. As quantidades que ingerimos com a ração alimentar servem portanto para compensar as perdas inevitáveis que se produzem pela descamação das células, a bílis, a urina e o sangue. As carências em ferro são, no entanto, bastante frequentes, sobretudo em determinados setores de risco das populações (mulheres grávidas, idosos) e nas mulheres em idade de procriar, porque os fluxos menstruais provocam perdas de ferro bem mais elevadas que nos homens e nas mulheres na menopausa. As necessidades em ferro são assim diferentes conforme a idade.

As principais fontes alimentares são: miudezas, os legumes secos, a carne, a gema de ovo, os espinafres e alguns peixes. O leite é muito pobre em ferro. Os bebes têm reservas constituídas durante a sua vida fetal, mas é necessário, após o terceiro mês, introduzir outros alimentos (cereais e carne) que aumentarão as suas disponibilidades em ferro.

Um excesso de ferro conduz à siderose, que não é muito vulgar visto que só se manifesta quando a absorção ultrapassa 100 mg por dia. Verificam-se casos de siderose em pessoas que utilizavam caçarolas de ferro para cozinhar os seus alimentos ou que tinham consumido muito vinho particularmente rico neste elemento.

Fonte: Livro Vitaminas e Sais Minerais

Artigos Relacionados:

Uma ideia sobre “Sais minerais – Ferro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>