O Texto abaixo fala sobre os incontáveis prejuízos que o tabagismo através do fumo passível pode provocar em alguém que deseja ter uma vida mais saudável.

Ao visitar um amigo, ou indo ao seu restaurante predileto, muitas pessoas preferem se resignar ao papel de fumantes passivos do que tomar uma atitude para evitar a situação. No entanto, inalar fumaça alheia representa um sério risco para a saúde. É o mesmo que aceitar um tapa na cabeça só porque uma outra pessoa está com vontade de fazer isso

Os habitantes de Minnesota assistiram a uma campanha de âmbito estadual jamais vista: seu tema era o perigo a que os fumantes
passivos estão expostos. Os anúncios, veiculados na TV, no rádio, em outdoors, jornais e ônibus, foram produzidos como parte de uma campanha antitabagista orçada em cinco milhões e meio de dólares e financiada graças a um acordo firmado em 1997 com a indústria do fumo.

fumante passivo

“A fumaça inalada pelos fumantes passivos mata mais do que 

assassinatos, drogas e AIDS somados”, diz o Dr. Richard Hu, um pesquisador da Clinica Mayo que estuda os males do fumo e preside a parceria pela Ação contra o Tabaco de Minnesota, entidade que promoveu  essa campanha publicitária.

“Respirar a fumaça dos cigarros dos outros não é apenas um aborrecimento sem importância”, diz o Dr, Hurt. Ele observa que crianças expostas a esse problema têm maiores probabilidades de ter asma, bronquite e pneumonia, além da síndrome de morte súbita do lactente. “Centenas de milhares de crianças sofrem desnecessariamente porque outras pessoas à sua volta estão fumando.”

No entanto, a maioria dos habitantes de Minnesota “não compreende a gravidade desse problema”, diz ele. A campanha lançada

fumo passivo

 recentemente foi concebida para mudar essa situação.

Um anúncio de trinta segundos na TV mostra um pássaro morto nua gaiola com um cigarro aceso perto e a mensagem: “o fumante passivo respira uma fumaça que contém duzentas substâncias venenosas e quarenta e três agentes cancerígenos.”

Todos os anúncios terminavam da mesmo forma: “Fumaça alheia. Você ainda quer respira isso?”

A exposição de crianças à condição de fumantes passivas foi considerada responsabilidade direta de suas mães. Os filhos de mulheres que se insurgiam contra essa exposição, por não a considerar saudável, tinham uma probabilidade setenta e dois por cento menor de se tornarem fumantes passivos, segundo um estudo do Hospital Infantil de Ohio, em Columbus.

Tabagismo x Vida Saudável! Os perigos do fumo passível!

Uma ideia sobre “Tabagismo x Vida Saudável! Os perigos do fumo passível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *