A Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional do Estado de São Paulo (SBD-SP) alerta para os perigos da automedicação para tratar “verrugas”. Segundo a entidade, o estímulo publicitário ao autodiagnóstico e à manipulação inadequada dessas lesões da pele pode resultar em complicações no tratamento de doenças, como infecções virais e até câncer.

A SBD-SP alerta médicos e pacientes sobre os perigos da automedicação em dermatologia e os riscos para a saúde da população. O diretor de comunicação da entidade Dr. Francisco Paschoal vê com preocupação a veiculação de anúncios publicitários de produtos que prometem tratar lesões da pele popularmente conhecidas como “verrugas”. Segundo ele, “a manipulação inadequada dessas lesões, que podem ser cancerosas, pré-cancerosas ou virais, pode prejudicar o tratamento correto e interferir no prognóstico, geralmente bom quando realizado corretamente. Não cabe ao paciente a responsabilidade de se auto-diagnosticar e saber se está tratando a doença certa”.

O Dr. Luiz Henrique Paschoal, Professor Titular da Disciplina de Dermatologia, do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina do ABC, relatou um caso automedicação desastrosa: “Recentemente atendi um paciente que se automedicou com um produto que prometia tratar verrugas, mas na realidade, ele apresentava uma queratose actínica, lesão pré-cancerosa que acabou até infeccionando, uma complicação a mais devido ao tratamento inadequado”.

Paschoal explica que as verrugas virais são lesões causadas pelo papilomavírus humano (HPV). “Elas podem se disseminar pela pele através do contato das lesões com áreas não atingidas, e são transmitidas pelo contato direto com pessoas contaminadas. Podem se manifestar de várias formas, de acordo com a sua localização: verruga vulgar, plana juvenil, plantar ou filiforme.

O tratamento das verrugas pode exigir a cauterização com medicamentos cáusticos, eletrocoagulação, congelamento por frio, cirurgia, eliminação com raio laser. “Atualmente, para alguns casos, alcançamos a cura com um tipo de creme, que estimula o organismo do paciente a eliminar a verruga, através das defesas orgânicas. Este método é bastante simples e de fácil execução. O produto é aplicado pelo próprio paciente em casa, porém, para esse tipo de tratamento é necessária a orientação médica especializada”, afirma.

Fonte: Site Idmed


Cuidado com a automedicação contra as verrugas
Classificado como:                        

6 ideias sobre “Cuidado com a automedicação contra as verrugas

  • Maio 17, 2011 em 2:10 pm
    Permalink

    Bom dia eu use02 meses o duofilm e não resolveu , usei todos os prodecimento indicado na bula.A berruga é no bulso e casa muito encomoda demais, por o que eu faço.

  • Maio 17, 2011 em 2:14 pm
    Permalink

    A berruga é no pulso e mim encomoda demais, O QUE EU FAÇO, USEI DUOFILM E NÃO RESOLVEU, FICOU COSANDO MUITO. MIM AJUDE;;;;;

  • agosto 11, 2011 em 2:40 am
    Permalink

    RIta, espero n ter chegado tarde, tente usar algo mais forte como pointts (vende na farmacia ou o ideal ir no dermatologista q ele tira rspidinho

  • setembro 21, 2011 em 11:14 am
    Permalink

    Bom dia,

    Estou com uma verruga doendo, sempre tive ela mas ela nunca doeu e de uma hora para outra começou a doer. Ela fica na região entre o saco escrotal e o anus e durante o banho notei. Devo me preocupar ou posso apenas comprar algo na farmácia e me auto medicar?

  • outubro 18, 2011 em 6:08 pm
    Permalink

    Ordilei, a melhor coisa que você tem a fazer é procurar um médico.

  • Abril 22, 2013 em 6:48 pm
    Permalink

    oi pessoal eu tenho varias verrugas no rosto elas são bem pequenas e da cor da pele
    so que mi incomoda muito oque fazer pera tiralas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *