Internet faz parte do cotidiano. É uma rede de pessoas com vidas e sentimentos reais, quando utilizam o computador como meio de vivenciar suas experiências e emoções em comum.

Não temos ainda parâmetros para saber a respeito do alcance da exposição pela net, onde nós brasileiros, somente há pouco mais de dez anos estamos lidando com internet e celulares diariamente.

Todo esse ciberespaço é interessante, pois há trocas de emoções e sentimentos através de correspondências, mensagens e scraps, programas de conversação on-line e nesses programas existe a possibilidade de através da webcam a aproximação que está latente no indivíduo, onde o lúdico e o sonho formam o processo.

Isso sem contar as mudanças na linguagem. Tempos atrás tínhamos as gírias, onde os professores da língua portuguesa ficavam enlouquecidos. Acredito que mesmo hoje em dia, a população mais jovem, principalmente, se esquece de que não estão à frente do computador.

No mundo virtual formamos uma rede de sinergia entre as pessoas através das ações coletivas, num princípio de aprimoramento. O modelo da rede é aberto, mas o paradigma da tecnologia da informação é poderoso onde permeia a cultua e a sociedade.

Em todo esse universo a grande maioria das pessoas, há em seu mais profundo íntimo, seu self,como que fazendo parte da multidão solitária que pode se tornar solidária, deixando naquele momento ilusório de estar isolada, isso nada mais é do que um imaginário social.

Deparamos com esferas de personalidade, a partir do nome ou apelido ou nick que possa utilizar. O orkut nivela todas as esferas em um profile em que é possível preencher dados gerais, profissionais e de relacionamento. As comunidades a que pertence o indivíduo, estão demarcando sua personalidade.

Assim como todos os detalhes que são anunciados, a cor escolhida para as letras digitadas, as figuras, o modo como a pessoa se expressa, o foro íntimo entre os amigos, a família. Tudo nesse mundo imaginário, contraditoriamente, é concreto.

O fator importante que está fazendo com que a internet, em especial o orkut, ser e estar tão divulgado é nada mais, nada menos do que modismo. A moda dita as regras da sociedade. Para que as pessoas possam ter assuntos em comum, precisam se atualizar, estar por dentro dos enfoques do momento.

Óbvio que sem contar a globalização que integra o desenvolvimento da nação e nela está contida seus habitantes que necessitam acompanhar as leis de sobrevivência, a competitividade e conhecer as diversas culturas e troca de experiências.

Além de tudo, gostamos de saber da vida dos outros, assim como, gostamos de estar em evidência de alguma forma, somos voyer. Agora, é preciso ter cautela com tudo o que queremos que saibam a nosso respeito, principalmente não esquecendo que o orkut é uma comunicação escrita, onde a interpretação depende do receptor.

É bom lembrar também que existe monitoramento e que é realizado para garantir a segurança dos que implantaram a infra-estrutura tecnológica.

Como em qualquer outro lugar onde se tem a intenção de aglomerar pessoas, existem normas estabelecidas e os que dela fazem parte, precisam segui-las. Caso isso não ocorra, existem as punições.

Afora o voyerismo poderíamos até mesmo mencionar o narcisismo que notamos em algumas comunidades essa característica. O narcisismo se destaca por pessoas que detém sentimentos de grandiosidade, obsessão por fantasias de sucesso, se sentem únicos e especiais, sempre querem ser notados, não aceitam discordâncias, exploram as pessoas de seu relacionamento.

Porém, nota-se que os critérios para se estabelecer ou criar as comunidades, é na base de haver um pouco de tudo, para todos os gostos e necessidades físicas ou mentais.

Sempre fui favorável a que se tenham todos os recursos disponíveis em casa, fazendo com que os filhos, principalmente devido ao alto grau de violência que há nas ruas, fiquem o maior tempo em casa. Mas os pais precisam estar sempre como bons observadores, nem sempre quando estão quietos é sinal de que estejam usufruindo de algo saudável.

Esta é a vida urbana e como sempre todo progresso tem seu preço.

Fonte: Rosangela Nery
rosangelanery@yahoo.com.b

Vida Saudável – Orkut